17
Mar 09

 

Foi recentemente anunciado que, em 2010, será implementado, através do Gabinete do Ensino Superior (GES), um novo Serviço de Avaliação das Aptidões que visa proporcionar aos jovens que pretendam aceder ao Ensino Superior, um acompanhamento adequado relativamente às suas aptidões, bem como um conhecimento prático da realidade da área profissional que equacionam seguir.

Esta é uma medida que a JSD/M tem vindo a defender no sentido de fomentar, cada vez mais, uma ligação estreita entre o percurso académico dos jovens e a realidade laboral, através de programas que permitam aos jovens contactar directamente com os profissionais e as empresas.

Existem já projectos educativos de sucesso na Região que promovem essa ligação e que são um bom ponto de partida para um programa global que proporcione aos jovens uma noção concreta acerca das profissões que pretendem desempenhar em termos de futuro.

Estas medidas são, na nossa perspectiva fundamentais para evitar que os jovens entrem para cursos que depois não são aquilo que imaginavam levando-os muitas vezes a trocar de curso ou mesmo a abandonar o ensino superior, com os custos económicos que isso acarreta para as famílias e para o próprio estado.

Com a implementação do Tratado de Bolonha o papel dos jovens na sua própria formação é mais relevante e decisivo, pelo que um maior conhecimento do mercado permitirá aos jovens escolher com maior propriedade o melhor percurso curricular e também apostar na aquisição de conhecimentos complementares à sua formação universitária adequados às exigências do mercado de trabalho.

publicado por JSDMADEIRA às 09:54

Março 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
14

15
18
19
21

22
26
27
28

29
30


pesquisar neste blog
 
Nota:
A JSD Madeira disponibiliza a funcionalidade de comentário no blog www.juntosporideais.com um espaço livre e aberto à participação de todos os visitantes, para que possam dar contributos, opinião e informação sobre as temáticas colocadas à reflexão.

A JSD Madeira edita os comentários recebidos, respeitando o seu conteúdo, seleccionando-os segundo os critérios - actualidade e interesse. Contudo reserva-se no direito de publicar ou não os comentários que incluam opiniões ofensivas da dignidade e integridade moral de terceiros ou que incluam linguagem obscena.