22
Dez 10

 

 

 

A JSD Madeira em conjunto com o Núcleo de Estudantes Social-Democratas realizou hoje uma conferência de imprensa para fazer um balanço das propostas apresentadas para responder às inquietações e preocupações dos estudantes que frequentam o Ensino Superior.

 

O corte dos apoios sociais, consagrado no último Orçamento de Estado, é uma situação que muito tem preocupado os estudantes e as suas famílias. Prevêem-se grandes dificuldades para as famílias mais carenciadas que ficarão impossibilitadas de custear a frequência no Ensino Superior de muitos alunos.

 

Para colmatar esta situação, a JSD Madeira em conjunto com os NESD Lisboa congratulam-se pelo projecto de lei apresentado na Assembleia da Republica, que consagrava a retirada das bolsas de estudo da contabilização dos rendimentos familiares para acesso a apoio social, proposta aprovada, na generalidade, pelo PSD, pelos deputados da JSD e de toda a oposição com o voto contra do PS.

 

Por sua vez, os transportes aéreos continuam a fazer parte das preocupações da JSD Madeira, dado que existem mais de 7000 estudantes madeirenses deslocados. O facto de os encargos suportados pelos estudantes serem avultados, levou a que a JSD Madeira propusesse um subsidio de mobilidades transportes aéreos. A resolução deste problema exige vontade politica, quer do Governo Regional quer da maioria na Assembleia da Republica, que até agora não se mostraram abertos a solucionar este problema.

 

Aproveitando o final de mais um ano, o NESD Lisboa apresentou o seu balanço de actividades. Destacam-se as cartas enviadas aos Deputados à Assembleia da República a propósito dos subsídios de mobilidade e a proposta aprovada na Assembleia da República referente à transmissão da RTP-Madeira na televisão por cabo.

 

A JSD Madeira e os NESD Lisboa, como estrutura de proximidade dos estudantes, continuarão atentos às preocupações e anseios de todos os jovens madeirenses e dos mais de 7000 jovens deslocados para a frequência dos seus estudos superiores.

 

JSD Madeira, a tua educação, uma prioridade.

publicado por JSDMADEIRA às 10:14

19
Nov 10

 

O projecto “Viver em Autonomia” da JSD Madeira, a decorrer no presente mês de Novembro, tem vindo a debater áreas cruciais para os jovens e para a Região Autónoma da Madeira.

 

A abertura da iniciativa deu-se com o debate temático “A Economia e a Autonomia”, contando com as intervenções da Dr.ª Manuela Ferreira Leite, ex-Líder do PSD e ex-Ministra das Finanças, que congratulou a Região pela suas políticas económicas “acertadas”. O Dr. Ventura Garcês, Secretário Regional do Plano e Finanças, outro dos oradores convidados, enalteceu e caracterizou a Lei das Finanças Regionais de 1998 como um marco no processo autonómico. O Dr. Jaime Filipe Ramos, presidente dos Jovens Empresários da Madeira, foi o comentador deste primeiro debate, fazendo a análise das intervenções dos oradores.

 

No dia 15 de Novembro, o projecto seguiu com o debate sobre “A Educação e a Autonomia”. O Dr. Pedro Lynce, ex-Ministro do Ensino Superior, o Dr. Francisco Fernandes, Secretário Regional da Educação e o Dr. Francisco Santos, ex-Secretário Regional da Educação, foram os oradores desta iniciativa, que contou com o Dr. Nuno Maciel como comentador. Na generalidade, todos os intervenientes concluíram que a Madeira necessita de uma maior autonomia educativa.

 

O ciclo de debates continua na próxima terça-feira, dia 23 de Novembro no Centro de Exposições e Congressos da Madeira com a temática do Ambiente em discussão. O Eng. Jorge Moreira da Silva, ex-Secretário de Estado Adjunto do Ambiente e do Ordenamento do Território e o Dr. Manuel António Correia, Secretário Regional do Ambiente e dos Recursos Naturais, serão os oradores convidados. Os comentários estarão a cargo do Dr. Domingos Abreu, ex-Director Regional do Ambiente.

 

A JSD Madeira deixa aqui o convite a todas as pessoas que queiram assistir e participar neste ciclo de debates.

publicado por JSDMADEIRA às 14:10

13
Nov 10

 

Os Estudantes Social-Democratas da Madeira (ESD’s) realizaram, hoje, 13 de Novembro, a sua Assembleia Geral Ordinária, na Sede Regional da JSD/M.


Na ordem de trabalhos deste encontro estiveram a apreciação e discussão das actividades realizadas e as por concretizar pelos Estudantes Social-Democratas e pelos Núcleos de Estudantes Social-Democratas (NESD), bem como a reflexão e o balanço do ano lectivo 2009/2010.


O balanço das actividades realizadas foi claramente positivo, destacando-se inúmeras actividades de carácter formativo, político e lúdico. No capítulo de reflexão sobre o ano lectivo 2009/2010, os ESD’s alertaram para as alterações do Estatuto do Aluno, para os cortes na Acção Social Escolar derivados ao novo Orçamento de Estado, bem como voltaram a reforçar as propostas de criação de Estágios Curriculares no Ensino Secundário e a alteração dos horários das carreiras dos transportes públicos interurbanos de forma que sejam compatíveis com os horários das aulas da UMa.


Os ESD’s não poderiam deixar de se congratular pelo seu trabalho ao longo deste ano, pelas propostas apresentadas. Sendo certo que existem novos desafios, há o compromisso de continuar a lutar pelos anseios dos Jovens Madeirenses e Porto-Santenses.


JSD e ESD’s - pelos jovens estudantes da Madeira!

publicado por JSDMADEIRA às 12:06

03
Nov 10

 

 

A JSD Madeira apresentou hoje mais um novo projecto político que se traduz na concretização de mais um compromisso da actual direcção da JSD/M, que tem vindo a apostar na formação política em áreas cruciais para os jovens e para a Região Autónoma da Madeira.

Este novo projecto político intitula-se “Viver em Autonomia” e vem na sequência da Universidade J que decorreu no passado mês de Outubro.  É uma iniciativa composta por quatro debates e por o lançamento de uma revista homónima ao projecto.

Os debates serão abertos à sociedade civil, decorrendo neste mês de Novembro, e têm como objectivo aprofundar e discutir abertamente o que somos hoje, de onde viemos, o que alcançamos, que problemas são prementes e que rumo a empreender na nossa Região.


Serão abordados os seguintes temas:

“A Economia e a Autonomia”

“O Ambiente e a Autonomia”

“A Educação e a Autonomia”

“Prospectivar a Autonomia Regional”

 

Os debates decorrerão num formato diferente, contando com um orador de renome de reconhecido mérito a nível nacional, um orador regional e um comentador. Será feita a evolução da área em debate e serão dadas algumas orientações quanto ao futuro.

Este projecto termina com o lançamento da revista “Viver em Autonomia” que contará com a participação de pessoas dos mais diferentes sectores que contribuirão com o relato das suas experiências e pontos de vista autonómicos. A revista contará, ainda, com testemunhos de jovens que, nas mais diversas áreas evidenciam a importância e o determinismo para a criação de oportunidades para esta faixa etária.


O primeiro debate decorre já na próxima Segunda-feira, dia 8 de Novembro de 2010, às 19h30 no Centro de Exposições da Madeira (CEMA).

"A Economia e a Autonomia",

Oradores: Dra. Manuela Ferreira Leite e o Dr. Ventura Garcês,

Comentador: Dr. Jaime Filipe Ramos (Presidente da AJEM)


A JSD Madeira deixa aqui o convite a todas as pessoas que queiram assistir a estes debates que enriquecerão o nosso conhecimento sobre a Autonomia na Madeira.

publicado por JSDMADEIRA às 12:24

03
Out 10

 

A JSD Madeira apresentou à Comunicação Social a edição de 2010 da Universidade Jota
 
Este projecto de formação politica levado a cabo pela Juventude Social Democrata desde 2006 conta neste quarta edição com debates e conferências subordinados ao tema Viver em Autonomia. 
 
Através das palavras do reitor Nuno Teixeira, eurodeputado, esta formação é uma oportunidade única para aprofundar conhecimentos da autonomia regional, bem como das realidades europeias da mobilidade e do funcionamento das instituições.

 
O programa dos 3 dias de formação, a decorrer na Quinta do Jardim da Serra nos próximos dias 8, 9 e 10 de Outubro, poderá ser consultado aqui. Poderás encontrar mais informações sobre a Universidade Jota no site criado especialmente para esta iniciativa. 

 

 
JSD Madeira, pela formação da nossa juventude!
  

publicado por JSDMADEIRA às 11:22

20
Set 10

 

 

A JSD Madeira lançou hoje o Guia do Associativismo – Ensino Secundário, com o intuito de fomentar e divulgar o Associativismo Estudantil através da Associação de Estudantes (AE), junto dos Estudantes.

O Guia do Associativismo – Ensino Secundário junta num pequeno manual toda a metodologia necessária para criação de uma Associação de Estudantes, a sua constituição, os apoios que as Associações podem auferir, bem como a legislação útil e ainda uma lista de “sites” de interesse relevante.

A apresentação e distribuição dos primeiros guias tiveram lugar junto à Escola Secundária Jaime Moniz, tendo sido alvo de grande receptividade por parte dos alunos, neste que foi o primeiro dia de aulas.

A JSD Madeira irá proceder à distribuição deste Guia por todos os concelhos da Região, pois consideramos importante continuar a dar voz aos estudantes no seio da comunidade escolar, através de mecanismos como a Associação de Estudantes.

JSD Madeira – A tua EDUCAÇÃO, uma PRIORIDADE!

publicado por JSDMADEIRA às 14:52

18
Set 10

 

 

 

A JSD Madeira e a Coordenação Regional dos Estudantes Social-Democratas organizaram neste Sábado, na Sede Regional da JSD Madeira, um debate sobre a temática do “Associativismo Estudantil”, que contou com a participação da Dra. Sara André, antiga dirigente da JSD Madeira. Contou com a participação de muitos jovens que participaram activamente neste debate, que incidiu sobre a importância da intervenção activa dos estudantes, como garante da voz da juventude, nas comunidades escolares onde se inserem, abordando os procedimentos necessários para a constituição de associações de estudantes e a sua dinâmica no seio escolar.

 

Ficaram igualmente recordados momentos de luta e conquistas que as Associações de Estudantes sempre proporcionaram.

 

A JSD Madeira sempre defenderá a consciencialização de todos os jovens para a importância do movimento associativo estudantil, e não só, para a valorização pessoal dos jovens mas essencialmente para o envolvimento de todos os jovens  no traçar de objectivos dos seus estabelecimentos de ensino e no rumo do Sistema de Ensino no país.

 

JSD Madeira, a tua Educação, uma prioridade!

publicado por JSDMADEIRA às 13:58

15
Set 10

 

Estando agendada a discussão na generalidade em sede da Assembleia da República (AR), a proposta de Lei que alarga e uniformiza o regime do exercício do voto antecipado nas eleições do Presidente da República, da Assembleia da República, dos órgãos das autarquias locais, do Parlamento Europeu e nos referendos nacional e local, a JSD Madeira não poderia deixar de se pronunciar sobre esta matéria, que tem sido motivo de trabalho e de sucessivas propostas apresentadas em sede própria e que recorrentemente a AR tem vindo a chumbar.

Desde 2002, que temos vindo a apresentar propostas neste sentido, porque entendemos que numa democracia que se diz “amadurecida”, não se pode ter um sistema eleitoral que dificulte, ou mesmo que impeça, o exercício do seu direito cívico aos cidadãos, que por motivos de força maior, estão ausentes da sua área de recenseamento por altura dos actos eleitorais. Contudo, e não obstante os diversos apelos, o que temos vindo a assistir por parte dos Governos da República são alterações “a retalho”, faltando a coragem e a sensibilidade política para ir mais longe.

Aliás, a JSD Madeira sempre foi uma juventude partidária de propostas, e neste sentido tem trabalho realizado, especialmente a concretização do voto antecipado nas eleições legislativas regionais que foi fruto de uma proposta da nossa estrutura em 2002.

Neste sentido e dada o agendamento da discussão nesta matéria, entendemos que a JSD tem também uma quota-parte de responsabilidade, na medida em que pela sua persistência tem mantido desde 2002 este assunto na agenda política. Finalmente, em 2010, o Partido Socialista vem reconhecer a importância da agilização e o alargamento do voto antecipado, pois sempre falamos na necessidade de generalizar o direito de voto a todos aqueles que no dia do escrutínio se encontram deslocados, situação que se coloca aos estudantes que têm vindo ao longo dos anos a ver arredada a sua participação cívica em vários actos eleitorais.

Contudo, importa referir que apesar do passo importante que dá, e face aos testemunhos e ao conhecimento das dificuldades que em especial os estudantes deslocados têm deparado no voto antecipado, nomeadamente pela sua carga burocrática, continuamos a defender que a melhor ferramenta para a democratização e participação dos jovens e cidadãos deslocados nos actos eleitorais, passa pela implementação do voto electrónico, aliás proposta anteriormente apresentada e também chumbada no Parlamento Nacional.

Questão que não entendemos, especialmente quando os responsáveis políticos do nosso país proclamam a modernidade e simplificação de procedimentos, apregoam o objectivo de sermos pioneiros e vanguardistas, e especialmente quando já existem projectos-piloto de teste do voto electrónico, continua-se a hesitar quanto à implementação desta ferramenta mais ágil, mais prática, menos burocrática e mais cómoda.

Embora reconheçamos que a proposta constitui um avanço relativamente à situação actual, entendemos que, ao contrário do que se pretende passar para a opinião pública, que o voto em mobilidade é uma medida que contribui para modernizar o sistema político e qualificar a democracia, esta é uma medida que vem atrasada no tempo, e que nos dias de hoje era esperado ir mais longe.

A JSD Madeira continuará a insistir no voto electrónico e fará da sua representatividade na AR um meio de continuar a defender a implementação do mesmo.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

publicado por JSDMADEIRA às 11:52

Dezembro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
23
24
25

26
27
28
29
30
31


pesquisar neste blog
 
Nota:
A JSD Madeira disponibiliza a funcionalidade de comentário no blog www.juntosporideais.com um espaço livre e aberto à participação de todos os visitantes, para que possam dar contributos, opinião e informação sobre as temáticas colocadas à reflexão.

A JSD Madeira edita os comentários recebidos, respeitando o seu conteúdo, seleccionando-os segundo os critérios - actualidade e interesse. Contudo reserva-se no direito de publicar ou não os comentários que incluam opiniões ofensivas da dignidade e integridade moral de terceiros ou que incluam linguagem obscena.
subscrever feeds